Biografia

Sri Chinmoy

Chinmoy Kumar Ghose nasceu no pequeno vilarejo de Shakpura, em Bengala Oriental (hoje Bangladesh), no ano de 1931. Sri Chinmoy era o mais novo de sete irmãos. Em 1944, depois da morte de seus pais, o menino de 12 anos entrou para o Ashram de Sri Aurobindo, uma comunidade espiritual perto de Pondicherry, no sul da Índia. Lá passou os 20 anos seguintes em prática espiritual, que incluíam longas horas de meditação, prática de atletismo, composição de poemas, canções espirituais e redação de ensaios.

No início da adolescência, Sri Chinmoy teve muitas experiências interiores profundas e nos anos seguintes alcançou estados muito elevados de meditação. Em 1964, mudou-se para Nova Iorque, para compartilhar sua riqueza interior com os buscadores sinceros do ocidente.

Sri Chinmoy vê a aspiração – o incessante clamor do coração por realidades sempre mais elevadas e mais profundas – como a força espiritual que há por trás de todos os avanços grandiosos da religião, da cultura, dos esportes e da ciência. Vivendo no coração e aspirando por autotranscendência contínua, homens e mulheres podem trazer à tona o melhor que há em si mesmos e encontrar seu caminho para a verdadeira satisfação. Em suas palavras:

“A nossa meta é ir do iluminado ao mais iluminado, ao muitíssimo iluminado, do elevado ao mais elevado, ao muitíssimo elevado. Mesmo no que há de mais elevado, não há fim para o nosso progresso, pois o Próprio Deus está dentro de cada um de nós, e a cada momento Ele transcende a Sua própria Realidade.”

Hoje Sri Chinmoy serve de guia espiritual para alunos em cerca de 60 países por todo o mundo. Ele os encoraja a seguir um estilo de vida equilibrado, o qual incorpora as disciplinas interiores de oração e meditação ao dinamismo da vida contemporânea.

A vida de Sri Chinmoy é uma expressão de criatividade sem fronteiras. Sua vasta produção abrange a música, poesia, pintura, literatura e esportes. Sua contribuição em cada um desses campos tem sido marcante e abrangente.

Ele viaja com regularidade pelo mundo, para oferecer concertos gratuitos, palestras e meditações públicas, para se reunir com seus alunos, e para encontrar-se e discutir espiritualidade com líderes comunitários e mundiais. Sri Chinmoy não cobra nada por sua orientação espiritual, por seus concertos, palestras e meditações públicas.

Sri Chinmoy dedicou sua vida a inspirar a humanidade a alcançar patamares mais elevados. Um guia espiritual para aproximadamente 6.000 alunos, Sri Chinmoy faleceu em 11 de outubro de 2007.